Páginas

31 de maio de 2010

no feriado, nada de piqueniques

quem não gosta de dar uma escapadinha da cidade num feriado?
tudo bem, pode continuar não gostando. mas as e os piquiniqueiros destes piqueniques perto de casa gostam de ir para bem longe de casa e não irão à praça no primeiro domingo de junho, por conta do feriado.
mas estarão lá na praça, com petiscos e cestas novas e toalhas e amigos, no segundo domingo de junho, dia 13.
prepara-se. a gente já está se preparando.

.

21 de maio de 2010

Cesta de piquenique


Para o próximo piquenique, cesta à moda caipira com modelo adaptado pela Heloisa Bacellar, do Lá Da Venda - www.ladavenda.com.br - R$ 120,00. E, como no nosso piquenique não levamos descartáveis, canequinhas de ágata brasileiras, do mesmo lugar - R$ 5,00 ou R$ 5,50, não me lembro ao certo.
Lá da Venda
Endereço: Rua Harmonia, 161
Telefone: (11) 3037-7702

12 de maio de 2010

É pique-é pique- é piquenique!

Ainda que com bastante atraso, registro aqui um pouquinho do delicioso piquenique que vai devagarinho se firmando como des-compromisso gostoso. E agora o piquenique tem até este blog próprio, com registros, receitinhas e ideias!

O domingo amanheceu tristonho, naquele clima de antes-da-chuva que tanto me dói por dentro. Então, achamos que o piquenique tinha dançado - já que o combinado é o seguinte: não choveu, tem piquenique.

Mas aí, como a chuva estava indecisa, fiquei indecisa também e resolvi dar uma passadinha pela praça, para ver se alguém tinha se animado. Vi a Veronika e a Mônica dando voltas no coreto e então resolvi preparar as coisas para ir ao piquenique - em tempo: vendo a cena, achei que elas estavam procurando um lugar menos molhado para estender as toalhas, já que tinha chovido tanto no sábado. Só depois que descobri que todos estavam arrumando a bagunça que uma festa no dia anterior deixara; se soubesse, juro que tinha descido e ajudado :-)

Nessa brincadeira, levamos quase duas horas e aí, como a chuva continuasse ameaçadora, decidimos ir apenas com os pães de queijo e a guacamole mesmo, deixando a massa do pão com passas crescendo.

Rodrigo, como sempre, estava animado para ir ao piquenique. Pôs suas botas vermelhas e seus binóculos, recusou o casaco - "eu não tenho frio, mamãe" - e logo se juntou aos meninos da Veronika para explorar a praça molhada. Como bem disse a Neide, crianças gostam de piquenique.

E o fato é que o dia das mães foi delicioso, com conversas sem pressa, empadas abertas, bolo de maçã, biscoitinhos, saladinhas, suco de maracujá e vinho... O friozinho foi mais que equilibrado pelo quentinho que esses encontros esparramam por dentro - como bem disse a Mônica, o piquenique é encontro, é mudar a relação que temos com o entorno de onde moramos, é trocar receitas, mas também é cuidado e delicadeza com a praça, com os  demais piqueniqueiros, com as crianças que brincam  soltas no espaço e na imaginação.

Aqui em casa, o piquenique começa bem antes do domingo, na escolha do que preparar, no fazer das receitas, do sorriso sapeca do Rodrigo roubando massa crua de pão, no arranjar as coisas na sacola. E continua depois, na maciez que sucede os momentos que são plenos.

Os piqueniques têm sido pura partilha.

E a única coisa que me deixou triste neste último piquenique, depois de ver o post da Neide, foi perceber que perdemos a banana com paçoca ;-) Acho que esse é um dos cafés da manhã prediletos do Rodrigo: banana amassadinha com paçoca; eita combinação boa! E a ideia que ela teve, de fazer uns espetinhos, foi tão boa - ao ver as fotos, fiquei com água na boca!

Cenas de um piquenique

video

11 de maio de 2010

Crianças gostam de piquenique


Exploram com binóculo, estudam um inseto, olham dentro da flor. Com uma pedra fazem varinha de pescar. De vez em quando ancoram as bikes na pilastras do coreto e escolhem comidas do piquenique. Na Praça Senador José Roberto.

10 de maio de 2010

Piquenique de dia das mães

Mães piqueniqueiras: Veronika, eu e Mônica. E ainda faltou aqui a Fabiana que chegou depois
Mais um domingo cinzento e nem isto nos afugentou. Era pra ter acontecido na semana anterior (primeiro domingo do mês), mas, como nem Veronika nem eu estaríamos em São Paulo, deixamos para comemorar na praça o dia das mães, ainda que correndo o risco de ter um piquenique vazio. Mas que nada.
De manhã foi aquele tal de chuvisca e estia, estia e chuvisca. Vamos pra praça ou vamos pra varanda da Veronika?, até que ela mesma me ligou dizendo que já estavam no coreto. Quatro famílias com pimpolhos apareceram. Eita gente animada, faça chuva ou faça sol, está lá o pessoal. Um pingo aqui e outro ali, o chuvisco só virou chuvinha fina lá pelas 3 da tarde, quando levantamos acampamento.
Isto também é o bom de piquenique entre vizinhos, na praça do bairro, se chover é só correr pra casa. Acabou o vinho, é só ir buscar outro. Deu frio, vai ali pegar o casaco.
Toalha xadrez, o tempo passa e a broa de fubá, o bolo de maçã, os pães de queijo e biscoitos com café logo dão lugar a uma taça de vinho com saladas, empadinhas quentes e guacamole. Ninguém combina nada, cada um leva o que bem entender. De um modo geral não tem aparecido frios (mas um bom salame até que seria bom!), biscoitos de pacote, refrigerantes, copinhos descartáveis e embalagens de isopor. Pães, frutas, bolos e sucos, sempre. E agora começam a surgir saladas, já que o café da manhã tem se extendido até à tarde. A gente conversa fiadamente e as crianças exploram a praça, descobrem flores e bichos, andam de bike, jogam bola, se divertem.

Frutas, saladas de folhas. E tabule, que sustenta e é fácil de comer
Guacamole. Por Fabiana Jardim
1 cebola
1 ou 2 tomates
1 maço de coentro
1 abacate pequeno e maduro
1 limão
Sal a gosto
Pique a cebola em quadradinhos e reserve. Corte o tomate ao meio, tire as sementes para não deixar o guacamole aguado e pique em cubinhos (na mesma quantidade da cebola, o que pode levar 1 ou 2 tomates). Pique o coentro e use o mesmo volume da cebola (algo como 1 xícara de cebola, 1 xícara de tomate, 1 xícara de coentro). Pique o abacate grosseiramente, junte aos temperos picados e esprema sobre a mistura o limão. Junte sal, misture com cuidado para o abacate não se despedaçar e prove o tempero. Corrija, se necessário. Sirva gelado, com Doritos Natural, que tem mais gosto de milho.

Pão de queijo de liquidificador. Por Fabiana Jardim
Manteiga para untar
1 xícara (chá) de leite frio
1 xícara (chá) de óleo de milho ou soja
3 ovos
3 xícaras de polvilho doce
Sal a gosto
150 g de queijo parmesão ralado
Pré-aqueça o forno à temperatura moderada. Unte 50 forminhas de empada de 5 centímetros de diâmetro. Bata no liquidificador o leite, o óleo, os ovos, o polvinho, o sal e por último o queijo ralado. Encha as forminhas preparadas, deixando pelo menos meio centímetro de borda livre. Apoie as forminhas sobre uma assadeira e leve ao forno para assar por cerca de 30 minutos ou até a massa crescer e dourar ligeiramente. Retire do fogo e sirva quente.

Rende: 50 pãezinhos

Nota: esta é uma receita quem vem no rótulo do saquinho de polvilho.
Há uma outra receita de pãozinho de queijo de liquidificador no Come-se.

Bolo de maçã. Por Mônica Montenegro
2 xícaras de açúcar mascavo
2 xícaras de farinha de trigo (sendo metade branca e metade integral)
1/2 xícara de óleo de girassol
1/2 xícara de passas pretas sem caroço
1 colher (sopa) de canela em pó
2 maçãs picadas sem casca picada grosseiramente
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 colher (sopa) de manteiga derretida
3 ovos inteiros batidos ligeiramente
Nozes ou castanhas picadas a gosto - opcional
Coloque numa tigela o açúcar, as farinhas, o óleo, as passas, a canela, as maçãs, o fermento, a manteiga, os ovos e as nozes, se for usar. Misture bem com uma colher de pau só até a massa ficar homogênea. Despeje em forma com furo no meio, untada e enfarinhada. Ou use a retangular de pão para ficar como um bolo inglês. Leve para assar em forno moderado.

Nota: para este bolo do piquenique, o da foto, foi feita meia receita.

Biscoito de especiarias. Por Veronika Paulics
250 g de farinha de trigo integral fina
140 g de açúcar mascavo
1 colher (café) de bicarbonato de sódio
1,5 colher (café) de especiarias misturadas: canela, cardamomo e noz moscada
150 g de manteiga em ponto de pomada
4 colheres (sopa) de leite

Numa tigela, misture a farinha, o açúcar, o bicarbonato e as especiarias. Acrescente a manteiga e o leite. Misture com uma colher até formar uma massa homogênea - uma massa meio mole. Faça um cilindro com cerca de 4 centímetros de diâmetro com a massa. Enrole lem papel manteiga ou filme plástico, modelando um tolete. Deixe na geladeira de um dia para o outro ou coloque no freezer até firmar. Pré-aqueça o forno na temperatura média. Desembrulhe o tolete e corte fatias com meio centimetro de espessura. Talvez seja prudente dividir o tolete em dois e manter um na geladeira enquanto trabalha com a primeira metade. Ajeite os biscoitos numa assadeira sem untar, deixando um pouco de espaço entre eles. Deixe assar por cerca de 20 minutos ou até começarem a ficar dourados e firmes (mas não duro). Tire da assadeira depois de frios, usando uma espátula.

Empadinhas abertas de frango. Por Veronika Paulics
Para a massa
100 g de manteiga gelada
200 g de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 ovo
Para o recheio
Carne desfiada de três sobrecoxas cozidas (sobras de um refogado de frango)
1 tomate picado
4 colheres (sopa) de salsinha picada
1 ovo
Meia xícara de leite
1 pitada de sal
Faça a massa: numa tigela, coloque a manteiga picada, a farinha e uma pitada de sal. Amasse com um garfo, misturando tudo e fazendo uma farofa. Junte o ovo e misture só para formar uma massa homogênea. Faça uma bola, enrole com filme plástico e deixe na geladeira por meia hora. Divida a massa em 12 e forre com ela forminhas de empadas (das médias). Reserve.
Faça o recheio e monte as empadas: misture a carne de frango com o tomate e a salsinha e distribua entre as forminhas. À parte bata o ovo com o leite e uma pitada de sal e despeje sobre o recheio de frango, deixando uma borda de massa. Apoie as forminhas sobre uma assadeira e leve para assar em forno à temperatura média. Devem estar prontas, com as bordas de massa douradas e o recheio firme, em cerca de meia hora.
Rende: 12 empadinhas
Banana com paçoca de amendoim. Por Neide Rigo

A Zel, leitora do Come-se, foi quem deu a dica: é costume em Caraguatatuba, segundo ela, ir passando a banana na paçoca de amendoim (farinha de milho, amendoim torrado e açúcar) e comendo. Cortei as bananas em rodelas, passei em suco de limão e empanei na paçoca. Fica uma delícia e as crianças adoraram.
Broa de fubá. Acordei cedo para fazer, mas poderia ter ficado mais macia se tivesse crescido mais, como as broinhas lá em baixo
Broa de fubá. Por Neide Rigo
¼ de xícara de manteiga sem sal (50 g)
1 xícara de leite (240 ml)
3 tabletes de fermento biológico (45 g) ou 1,5 envelope de fermento biológico seco
¾ de xícara de açúcar (135 g)
1 xícara de água morna (240 ml)
1 kg de farinha de trigo especial
300 g de fubá
1 colher (sopa) rasa de sal (15 g)
3 ovos
1 colher (sopa) de erva-doce
Leite (para banhar as broinhas)
Farinha de trigo e fubá em quantidades iguais (para polvilhar sobre as broinhas)
Derreta a manteiga com o leite, deixe amornar. Numa bacia, coloque o fermento, o açúcar e metade da água morna. Mexa até dissolver tudo. Junte a farinha, o fubá, os ovos e, aos poucos, o leite com a manteiga. Vá juntando o restante da água aos poucos, até conseguir um ponto em que consiga sovar com as mãos (talvez não use toda a água). Passe a massa para uma superfície enfarinhada e sove bastante até ficar uma massa lisa. Junte o sal e a erva-doce e sove mais até incorporar bem estes ingredientes. Cubra com pano e deixe crescer até dobrar de volume. Divida a massa em 4 porções ou em 40 porções de 50 gramas. Molde em bolas ou bolinhas e coloque em forma untada e enfarinhada deixando espaço entre elas. Pincele leite e polvilhe com farinha e fubá. Faça em cima cortes em cruz ou xadrez. Deixe descansar por mais meia hora e leve para assar em forno preaquecido à temperatura média, por cerca de meia hora ou até dourar.
Rende: 4 broas ou 40 broinhas

Já tinha dado a receita destas broinhas no Come-se
 As crianças jogam xadrez

E exploram a fauna

4 de maio de 2010

domingo, 9 de maio

um piquenique com tempo bom.
com toalha xadrez. crianças correndo na praça.
venha, traga seu café da manhã.
vamos respirar juntos.